Processo contra Mentor

A Corregedoria da Câmara dos Deputados decidiu abrir processo contra o deputado José Mentor (PT-SP), acusado pelo Ministério Público de São Paulo de haver recebido R$ 300 mil de um doleiro para que excluísse seu nome do relatório final da CPI do Banestado. Mentor foi absolvido do envolvimento com o esquema do mensalão, apesar de o Conselho de Ética da Câmara tê-lo condenado por recebimento de R$ 120 mil (O Globo).

Enviado por Murillo de Aragão 26, abril, 2006 | 10:13

Promessas a prefeitos

O ministro da Coordenação Política, Tarso Genro, reafirmou a um grupo de prefeitos a promessa de Lula de enviar ao Congresso proposta para aumentar de 22,5% para 23,5% o Fundo de Participação dos Municípios, o que significaria mais R$ 1,4 bilhão nos cofres das prefeituras ainda neste ano. Durante o encontro, Tarso falou na “refundação” do PT, com o afastamento de todos que se envolveram com o esquema do mensalão. Foi contestado por partidários de José Dirceu (Folha de S. Paulo).

Enviado por Murillo de Aragão 26, abril, 2006 | 10:13

Inquérito pronto

O delegado da Polícia Federal, Rodrigo Carneiro Gomes, encarregado do inquérito para apurar a violação do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa, enviou cópia das conclusões à Justiça Federal e ao Senado. Além dos nomes de pessoas já indiciadas (Palocci, Marcelo Netto e Jorge Mattoso) são citados ainda o senador Jorge Viana (PT-AC), dois assessores do ministro da Justiça (Daniel Goldberg e Cláudio Alencar), além de funcionários da Caixa Econômica Federal (O Globo).

Enviado por Murillo de Aragão 26, abril, 2006 | 10:13

Sem objetivo definido

Sob o argumento de que o requerimento apresentado pelo senador Almeida Lima (PMDB-SE) não tinha objetivo definido para instalação de uma CPI, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), arquivou o pedido de investigação de fatos envolvendo diretamente Lula e seus familiares. A oposição pode recorrer da decisão de Renan ao Supremo Tribunal Federal (O Estado de S. Paulo).

Enviado por Murillo de Aragão 26, abril, 2006 | 10:12

CPI dos Bingos

A CPI dos Bingos, chamada de CPI do Fim do Mundo, pode antecipar o prazo de seu encerramento. Ontem não houve quorum para uma reunião administrativa e o governo manobra para obter a troca do representante do PTB na comissão (senador Mozarildo Cavalcanti-RR). O senador é o líder do partido no Senado e só deixará a comissão se quiser. Caso se afaste, o governo terá maioria, o que dificultará a aprovação de requerimentos polêmicos, como o que inclui oito perguntas a serem encaminhadas a Lula sobre sua participação no episódio da quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa (O Estado de S. Paulo).

Enviado por Murillo de Aragão 26, abril, 2006 | 10:12

A imprensa e o clima político

presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), manda arquivar pedido de CPI para investigar negócios envolvendo parentes de Lula. O governo trabalha para esvaziar a CPI dos Bingos. Busca substituir o representante do PTB na comissão para garantir maioria. O ministro Tarso Genro reúne-se com prefeitos e mantém a promessa de Lula de aumentar os recursos para as prefeituras, injetando mais R$ 1,4 bilhão ainda neste ano. O ministro disse que um encontro do PT no fim de semana vai marcar a “refundação” do partido, com o afastamento dos envolvidos com o esquema do mensalão. O ex-ministro José Dirceu está convocado a prestar depoimento no Ministério Público em Santo André, na próxima semana (04/05). Os promotores acham que uma parte do dinheiro do esquema de corrupção na cidade passou pelas mãos dele para financiar o PT. Os gastos do Governo Federal cresceram 14% no início do ano eleitoral e a principal causa do aumento está nas despesas com pessoal.

Enviado por Murillo de Aragão 26, abril, 2006 | 10:12

Reação de Thomaz Bastos

O governo avalia que os ataques como aqueles feitos ao ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, vão ser mais freqüentes. O ministro prepara depoimento mais duro no Senado, onde a oposição quer voltar a ouvi-lo sobre o episódio da violação do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa, como publica o jornal Valor Econômico.

Enviado por Murillo de Aragão 25, abril, 2006 | 10:28

Denúncia contra o MST

O Ministério Público do Rio Grande do Sul denunciou 36 pessoas ligadas ao MST pela invasão feita em março ao laboratório da Aracruz Celulose, com a destruição de mudas de árvores e equipamentos, representando prejuízos estimados em R$ 880 mil. Entre os denunciados está o dirigente do movimento, João Pedro Stédile (O Estado de S. Paulo).

Enviado por Murillo de Aragão 25, abril, 2006 | 10:28

Propina a Mentor

No mesmo instante em que o Plenário da Câmara estava reunido para julgar José Mentor (PT-SP), na quarta-feira da semana passada, era protocolado na Mesa Diretora da Casa representação contra o deputado. O doleiro Ricardo Andrew de Mol contou ao Ministério Público de SP que pagara R$ 300 mil ao deputado para que excluísse seu nome do relatório da CPI do Banestado. O assunto segue hoje para a Corregedoria da Câmara (O Estado de S. Paulo).

Enviado por Murillo de Aragão 25, abril, 2006 | 10:27

Campanha antes da hora

O PFL entrou com representação no Tribunal Superior Eleitoral contra o horário partidário do PT. Na avaliação do PFL, Lula está antecipando a campanha eleitoral e pede a cassação de todo o programa em nível nacional pelo rádio e televisão, conforme notícia do jornal O Globo.

Enviado por Murillo de Aragão 25, abril, 2006 | 10:26