Ata da discórdia

A divulgação da ata da última reunião do Copom, sinalizando que o ritmo da queda na taxa de juros poderá ser reduzido causou atrito entre o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o Banco Central.


Para Mantega, a inflação está sob controle e o juro pode continuar caindo. Para o BC, o aumento de gastos do governo federal, o preço do petróleo e o reajuste do salário mínimo podem causar pressão inflacionária.


Segundo matéria do jornalista Kennedy Alencar (Folha de S. Paulo), diretores do Banco Central disseram ter saudade de Palocci. A mesma matéria afirma que Lula terá reunião com Mantega para pedir que ele evite colisões com o BC.

Enviado por Murillo de Aragão 28, abril, 2006 | 10:54

A imprensa e o clima político

Ata do Copom gera divergências entre a Fazenda e o Banco Central. Antonio Palocci é indiciado, pela segunda vez em um mês por quatro crimes no seu segundo mandato à frente da prefeitura de Ribeirão Preto (2001/04). Na posse da ministra Ellen Gracie, à presidência do Supremo Tribunal Federal, Lula ouviu calado discursos de críticas do presidente da OAB e do Procurador Geral da República. Lula disse também que, em 20 anos, este será o melhor 1º de Maio para o trabalhador. O PT começa no fim de semana a campanha da reeleição de Lula e o presidente quer liberdade total para fazer alianças, o que significa que o partido terá de abrir mão de candidaturas nos estados. O PMDB decidiu antecipar para 13 de maio a convenção do partido. A Procuradoria Geral da República encaminha ao Supremo Tribunal Federal na próxima semana uma nova lista com nomes de pessoas envolvidas com o escândalo do mensalão, incluindo o deputado José Mentor (PT-SP).

Enviado por Murillo de Aragão 28, abril, 2006 | 10:52

Complô contra Lula

O ex-ministro José Dirceu, que foi convocado para depor no dia 04/05 no inquérito que investiga corrupção na prefeitura de Santo André, sob administração do PT, disse que o Ministério Público está cometendo excesso e que a imprensa integra uma conspiração para derrubar Lula (O Estado de S. Paulo).

Enviado por Murillo de Aragão 27, abril, 2006 | 10:33

Contratos com o Estado

O jornal O Globo publica que empresas que contribuíram para a campanha das prévias do PMDB disputada pelo ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho,receberam de sua mulher, governadora do Estado, R$ 112 milhões, sem licitação.

Enviado por Murillo de Aragão 27, abril, 2006 | 10:33

À espera do PMDB

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, e os presidentes do PSDB e do PFL resolveram aguardar a convenção do PMDB, no dia 13/05, para formalizar aliança com vistas à disputa eleitoral. A convenção do PDMB vai decidir se o partido terá ou não candidatura própria (O Estado de S. Paulo). O jornal Correio Braziliense publica que pressão da ala governista antecipou a convenção do PMDB.

Enviado por Murillo de Aragão 27, abril, 2006 | 10:33

Apoio no Supremo

A aprovação de um projeto na Comissão de Constituição e Justiça do Senado acabando com a concessão de liminar por um único ministro, em mandato de segurança contra decisões das mesas do Congresso e das Comissões permanentes recebeu apoio de magistrados e no próprio STF. O ministro Gilmar Mendes disse que acha a proposta positiva. O projeto é uma respostas às constantes liminares contra decisões tomadas no Congresso, principalmente em função dos trabalhos de investigação das CPIs (O Globo).

Enviado por Murillo de Aragão 27, abril, 2006 | 10:32

Uma grande pizza

O ex-presidente da Câmara Severino Cavalcanti (PE) reapareceu ontem e disse que tudo está terminando em uma grande pizza e que ninguém mais vai ser cassado. Disse também que renunciou para preservar Lula e que não viu nada que tenha comprometido o ex-ministro Antonio Palocci de forma decisiva (O Estado de S. Paulo).

Enviado por Murillo de Aragão 27, abril, 2006 | 10:32

Palocci indiciado

A Polícia Civil de Ribeirão Preto vai indiciar hoje, por carta precatória, o ex-ministro Antonio Palocci nos crimes de formação de quadrilha, peculato e falsidade ideológica, no inquérito que investiga superfaturamento durante sua administração à frente da prefeitura da cidade. Palocci será ouvido pela Polícia Civil do Distrito Federal (O Globo).

Enviado por Murillo de Aragão 27, abril, 2006 | 10:31

Encontro em SP

Lula fará um discurso em um encontro nacional do PT neste fim de semana em SP. Para o jornal O Globo, será um discurso elogiando as realizações do governo. No encontro, o presidente do partido, Ricardo Berzoini, será anunciado coordenador da campanha de Lula à reeleição. Berzoini disse que o ex-ministro José Dirceu tem o direito de atuar politicamente em favor da campanha de Lula mas “não expressa as opiniões do PT” (O Estado de S. Paulo).
O jornal Correio Braziliense publica que o governo teve acesso a uma pesquisa do Instituto Vox Populi mostrando que Lula tem 44% das intenções de voto, contra 20% de Geraldo Alckmin.

Enviado por Murillo de Aragão 27, abril, 2006 | 10:29

Para a PF e a CPI

Durante lançamento do livro do senador Mercadante, Lula foi indagado sobre o episódio da violação do sigilo do caseiro Francenildo Costa e desconversou. Disse que isso é assunto para a Polícia Federal e para a CPI investigar (O Estado de S. Paulo). A Folha de S.Paulo publica que Lula ficou irritado com a pergunta e disse que fala com milhares de pessoas e que ninguém lhe perguntou sobre isso.

Enviado por Murillo de Aragão 27, abril, 2006 | 10:28